Muito e muito para a Constancita

In REUNIÃO DE RUÍNAS, pág. 3

Muito e muito para a Constancita,
Filha minha
Que no exílio nasceu
E no exílio, também, foi baptizada.