Muito para Ti

In AS LÁGRIMAS ANCORADAS À SOMBRA DO AMOR, pág. 9

Muito para Ti (e até às lágrimas, às lágrimas… — aqui e agora
ancoradas) — a bruma e o adeus de um excesso de alma que,
por excesso, dentro em mim não cabe, e de mim transborda
sempre em lágrimas ou poemas (que são lágrimas, também:
posto que lágrimas rimadas…).